Corinthians Minha Vida..., Minha História..., Meu Amor!!!

Carregando...

sábado, 18 de outubro de 2014

Resultados fazem Timão pensar o técnico para o inicio de 2015

O presidente Mário Gobbi assegura que Mano não será demitido até dezembro


A pressão pela saída de Mano Menezes e a eleição presidencial marcada somente para fevereiro do ano que vem fazem com que o Corinthians já pense em soluções para definir quem será o técnico da equipe em 2015.

O presidente Mário Gobbi assegura que Mano não será demitido até dezembro, quando acaba seu contrato, mas ouve pedidos de mudança de todos os lados. Diante de um impasse político, os prováveis candidatos ao cargo de mandatário já pensam em entrar em um consenso antes do fim deste ano.

Por haver um mês de intervalo entre a escolha do novo presidente e o fim do vínculo do atual técnico com o clube, representantes das chapas devem se reunir ao final do Campeonato Brasileiro para definir que decisão tomar e evitar que a equipe fique com um treinador interino em janeiro, quando estará se preparando para o Campeonato Paulista e possivelmente para a Taça Libertadores da América, caso termine o Brasileirão no G-4.


Próxima rodada para o Timão




Neste domingo (19), Corinthians e Internacional se enfrentam pela 29ª rodada do Brasileirão, às 16h no Beira-Rio. O duelo será apitado por Dewson Fernando de Freitas da Silva, do Pará.

Neste ano, Dewson já foi o árbitro de duas partidas do Timão na competição. Na oitava rodada, Corinthians x Cruzeiro, no Canindé, quando o Timão venceu por 1 a 0, com gol do artilheiro Guerrero, além de apitar também o duelo conta o Atlético-MG na Arena Corinthians, pela 20ª rodada da competição, na vitória alvinegra por 1 a 0.


Quem pode substituir Mano Menezes?


Os principais nomes levantados nos bastidores são os de Oswaldo de Oliveira e Tite, ambos sem clube atualmente e com passagens vitoriosas pelo Timão. A permanência de Mano parece cada vez mais improvável. Havia confiança na possibilidade de título na Copa do Brasil, mas a eliminação, com goleada por 4 a 1 para o Atlético-MG, na última quarta, irritou ainda mais conselheiros e pessoas ligadas à vida política do Timão.

O argumento de Mário Gobbi para manter Mano no cargo é evitar que o Corinthians volte à “época do faz-me rir” e caia na rotina de demissão do técnico como correção para os problemas da equipe - o termo remete aos anos 60, quando o Timão vivia jejum de títulos.

Tite, mantido após a eliminação para o Tolima, na Libertadores de 2011, e campeão mundial no fim de 2012, é constantemente citado como exemplo para mostrar que o atual técnico ainda não teve tempo suficiente para consolidar o trabalho e formar uma equipe competitiva.

Internamente, acredita-se que Mano não tenha cativado completamente o elenco. Mudanças inesperadas na equipe intrigaram alguns jogadores. Questionado se o grupo estava “rachado”, o técnico riu e assegurou que, nos momentos bons e ruins, sempre há divergências dentro de um elenco. Porém, nos tropeços, tudo fica mais exposto.

- A derrota não forma família. Você só ouve essa história na hora da vitória. Não teve família esse ano, né? E os plantéis são sempre muito parecidos. Nem todo mundo comunga da mesma ideia, nem na hora da vitória. Mas na derrota se expõe mais essas ideias - afirmou.

Até aqui, os prováveis nomes para disputar a presidência do Corinthians em 2015 são Roberto de Andrade (ex-diretor de futebol da gestão de Mário Gobbi), Ilmar Schiavenato, Paulo Garcia e Wilson Bento Junior.



Fontes: Site do Clube e GloboEsporte.com

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Saiba mais sobre a campanha vitoriosa do Timão no Paulistão de 77

Eternizado com gol de Basílio, o Timão superou a Ponte Preta na final do Campeonato Paulista de 1977


Ponte Preta x Corinthians pela final do Paulistão de 1077. O fim da fila de títulos.


Um título sofrido, assim como tinha de ser. Foram necessárias três partidas para que o torcedor corinthiano pudesse soltar o grito de redenção. Eternizado com gol de Basílio, o Timão superou a Ponte Preta na final do Campeonato Paulista de 1977 e encerrou um jejum de 23 anos sem conquistas. Porém, antes de chegar à grande decisão, o Alvinegro precisou mostrar sua força no torneio.

Ao todo, o Corinthians disputou 48 partidas na campanha do Paulistão. Foram 30 vitórias, seis empates e 12 derrotas.

O Campeonato Paulista deste ano foi dividido em três turnos.

O primeiro era chamado de Taça Cidade de São Paulo, onde todos os clubes se enfrentavam entre si em um turno único. Os quatro primeiros colocados de cada grupo disputaram a fase eliminatória (mata-mata), todas em partida única nas fases de semifinal e final. O campeão tinha a vaga antecipada para o terceiro turno. No grupo B, o Timão terminou com a segunda colocação, com 26 pontos.

Na segunda fase, chamada “Taça Governador do Estado de São Paulo”, o Timão conseguiu grande desempenho. Classificando-se em primeiro lugar do grupo C, com 29 pontos, o Alvinegro foi para a fase eliminatória superando São Paulo na semifinal e Palmeiras na final. Assim o Corinthians garantiu presença no terceiro turno.

No terceiro e último turno, a equipe do Parque São Jorge superou na pontuação São Paulo, Portuguesa e Guarani no Grupo B garantindo uma vaga para a grande final, onde enfrentaria a Ponte Preta.


A grande final

O primeiro duelo da final entre Corinthians e Ponte Preta foi realizado no último dia 5 de outubro. Com mais de 65 mil pessoas no Morumbi, o Timão superou a equipe adversária por 1 a 0, gol de Palinha.

Com mais de 138 mil pessoas no Morumbi, Corinthians e Ponte Preta fizeram o segundo jogo da decisão, que poderia garantir o fim da fila alvinegra. No entanto, a equipe adversária se recuperou e venceu por 2 a 1, levando a final para o terceiro e último jogo.


A grande decisão aconteceu nesta segunda-feira (13), data esta que marcou o final da fila corinthiana de 23 anos. Com gol de Basílio aos 36 minutos do segundo tempo, o Timão superou a Ponte Preta por 1 a 0 no Morumbi, para a explosão de mais de 86 mil corinthianos que estavam no estádio.



quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Caiu em Itaquera, já era! Os torcedores corinthianos ecoam o canto

Timão faz 2 a 0 no Atlético-MG e fica em vantagem nas quartas da Copa do Brasil


corinthians x atlético mineiro pela copa do brasil
O Corinthians começou a disputa das quartas de final da Copa do Brasil com uma considerável vantagem. Jogando na Arena Corinthians, o Timão venceu a partida de ida contra o Atlético-MG por 2 a 0, nesta quarta-feira (01). Com o resultado, o Alvinegro do Parque São Jorge jogará no duelo de volta, no próximo dia 15 no Mineirão, podendo perder por um gol de vantagem ou até mesmo dois, desde que faça um ou mais, para se classificar às semifinais da competição.

Como esperado, foi um jogo muito equilibrado na Arena Corinthians, em que ambas as equipes tomariam a iniciativa do ataque. Tanto que foi o Atlético-MG que criou a primeira jogada de perigo da partida. Foi aos dez minutos, quando Guilherme dominou livre na área e chutou ao gol. Gil estava atento e evitou em cima da linha o que seria o 1 a 0 do time mineiro.

O lance deixou o Timão mais esperto na defesa e com sede de ataque. A principal opção ofensiva do Alvinegro do Parque São Jorge era Guerrero. Aos 17, o camisa 9 recebeu lançamento de Gil, invadiu a área pela direita e deu um chute cruzado que passou ao lado do gol. Depois, aos 21, avançou pela esquerda e tentou novo chute, que estourou em Marcos Rocha para escanteio. O gol do centroavante estava maduro e saiu aos 24.



Renato Augusto, uma das principais fontes de criação do Corinthians no jogo, atacou pela ponta direita e cruzou na área. Guerrero subiu para cabecear, e a bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

O gol fez o Corinthians se soltar no campo que já conhece tão bem. Aos 29, Petros arriscou fora da área e exigiu uma difícil defesa de Victor. Controlando o ímpeto do Atlético-MG, o Timão foi para o intervalo com a vantagem mínima.

Segundo tempo

O ritmo corrido da etapa inicial não foi vista nos primeiros 20 minutos do segundo tempo. O Corinthians procurou conter os avanços do Atlético-MG, que passou a ser muito perigoso a partir dos 23 minutos, quando Diego Tardelli apareceu na área corinthiana e chutou por cima do gol.

Mano Menezes botou Danilo e Luciano nos lugares de Renato Augusto e Malcom, e o Timão tentava administrar o resultado, esperando o momento certo para dar o bote. Enquanto não achou espaço, sofreu aos 34 minutos, quando Dátolo chutou na trave de Cássio.

O susto virou alívio aos 36. Bruno Henrique levantou bola na área, com desvio de Guerrero de cabeça que enganou Victor. A bola sobrou para Luciano, que ficou com o gol escancarado para fazer 2 a 0.

O Atlético-MG ainda tentou um gol fora de casa, pressionou, chegou a fazer um gol que foi anulado por falta em Cássio. Mas o placar da noite estava selado, que deixou o Timão muito perto das semifinais da Copa do Brasil.

No fim de semana, o Corinthians volta as atenções ao Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso será contra o Sport, na ArenaCorinthians, neste sábado (04), às 18h30.




domingo, 21 de setembro de 2014

Timão encara o São Paulo no clássico Majestoso de estréia na Arena

O majestoso de estréia na Arena Corinthians



Majetoso Corinthians x São Paulo estreiam contra na Arena Corinthians
A nova casa da Fiel recebe mais um dia histórico neste domingo (21). Às 16h, o Corinthians recebe o São Paulo pela primeira vez na Arena, às 16h pela 23ª rodada do Brasileirão. O Timão é o quarto colocado com 37 pontos na competição e a vitória de hoje vale 6 pontos no confronto direto.


Mano Menezes que já jogou a toalha pelo título, precisa muito que a equipe vença hoje para continuar trabalhando com tranquilidade e tentar abafar um pouco o clamor da torcida pela volta de Tite. Para isso, os jogadores responsáveis pela criação da equipe precisarão jogar acima da média das últimas rodadas.


O clássico, apelidado de “Majestoso”, aconteceu 305 vezes em 78 anos de história. No retrospecto geral, o Corinthians leva vantagem com 116 vitórias sobre 92 do rival, além de 97 empates. Somente pelo Brasileirão, em 53 jogos, foram 18 vitórias, 22 empates e 13 derrotas, além de uma disputa de título vencida pelo Timão em 1990.



A Arena Corinthians é o 14º palco do duelo entre Timão e São Paulo. O clássico paulista já passou até em outros dois estados: Pernambuco, na Ilha do Retiro e Goiás, no Serra Dourada. Pacaembu, Morumbi, Fazendinha, Palestra Itália, Arena Barueri, Palma Travassos, José Nogueira Antônio Alonso, Santa Cruz e Prudentão foram os outros estádios que já receberam o Majestoso.

Fonte: Site do Clube


terça-feira, 16 de setembro de 2014

Corinthianos realizam “Encontro de colecionadores de Camisas históricas” no Pacaembu

No último sábado (13), alguns torcedores corinthianos realizaram o oitavo encontro de colecionadores de camisas históricas do Corinthians. 

O encontro foi realizado no bar “O Torcedor”, localizado ao lado do portão principal do Estádio do Pacaembu.

O evento, que a princípio era um encontro de amigos, acabou crescendo e hoje conta com mais de 40 colecionadores como conta um dos organizadores do encontro, José Paulo Corrêa: “No primeiro encontro, éramos sete amigos que se reuniam para mostrar as camisas e hoje somos mais de 40 colecionadores, e fazemos exposição e troca de camisas históricas”, explicou.